28 05 2009

rita

Champions League

 

E o Barcelona levou a taça na partida de hoje contra o Manchester United.

O time de Cristiano Ronaldo, o melhor do mundo, não sabia o que era perder uma partida da Champions há 25 partidas, sendo a última derrota na temporada 2006/2007 para o Milan de Kaká.

A superioridade do Barça foi incontestável, teve pleno domínio do jogo o tempo todo, e na disputa entre estes dois grandes ataques, os catalães sagram-se vencedores. Com gols de Eto’o (de quem sou grande fã) e Messi, um em cada etapa, o Barcelona levou o caneco deste torneio pela terceira vez, em sua sexta final disputada.

A equipe espanhola levou a tríplice coroa ao conquistar a Liga dos Campeões. Já havia vencido o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei. Vingaram a eliminação na temporada 2007/2008, em que os diabos vermelhos levaram a melhor.

A vitória só teve mais valor por ter sido em cima do Manchester. Ninguém pode negar a potência da equipe inglesa, campeã do torneio mais importante da Europa ano passado, campeã do mundo, e que tem em seu elenco grandes jogadores, incluindo o melhor do mundo.  A majestade do craque português, aliás, também merece destaque. No começo do jogo parecia que o Manchester estava no comando. Mas o gol de Eto’o aos dez minutos esfriou os ânimos dos ingleses, que viram o Barcelona assumir o controle desta batalha final da Champions. Os únicos bons lances do time de Sir Alex Ferguson vinham de lampejos de Cristiano Ronaldo pela direita.

Mas a força e o status do Manchester não bastaram. Além da eficácia do ataque, o Barça contou com grande atuação de Xavi, eleito o melhor jogador do duelo. E verdade seja dita, o Manchester é o melhor do mundo atualmente, mas não perdeu para si próprio, ou por erros, mas sim para uma grande equipe, que soube jogar melhor. Portanto, mérito dos espanhóis.

Thierry Henry disse que seu time precisava vencer o melhor do mundo para atingir a glória. Foi exatamente o que fizeram, com grande merecimento. Superiores o tempo todo, foram ajudados pelo gol no início, e souberam manter o ritmo e marcar novamente na segunda etapa.

Parabéns à equipe de Guardiola, que já havia sido campeão como jogador, e agora venceu como técnico.

Agora um detalhe curioso: o Barcelona melhorou muito, tanto que levou a tríplice coroa pela primeira vez em sua história. Isso tudo depois da saída de um certo gaúcho. Coincidência?

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: